Pilates para gestantes

Há tempos a gravidez era considerada um período em que a mulher deveria ter certos cuidados, recebendo orientações como: repousar, evitar esforços físicos, nem abusar de uma alimentação que não fosse considerada saudável. Sabe-se que em certos casos a gestante precisa de repouso e evitar esforços físicos.

Ao contrário disso, o propósito de recomendações no sentido de cultivar bons hábitos alimentares e incluindo exercícios físicos moderados, mas constantes, garantem uma melhor qualidade de vida durante e depois da gravidez.

O Pilates está entre as modalidades de exercícios recomendados para o período gestacional, exceto nos casos de gravidez de risco ou em algum tipo de complicação para o qual o médico indique repouso, evitando maiores consequências.

O Pilates pode ser adaptado desde que não sejam realizados certos exercícios abdominais, posições que causem muito desequilíbrio, evitando o risco de queda.

Exercícios de braços e pernas estão muito bem indicados, a fim de fortalecer, alongar e mobilizar a coluna, evitando dores articulares que podem sobrevir por causa do sobrepeso durante a gravidez. No período pós-parto o Pilates auxilia o recondicionamento mais rápido do abdômen, reduzindo a flacidez.

O médico ginecologista deve ser avisado antes de se iniciar o Método Pilates, com a obtenção de sua concordância, de sorte a evitar qualquer tipo de complicações.

CUIDADOS QUE A GESTANTE DEVE TOMAR

  • Não iniciar nenhuma atividade física sem avaliação de seu médico.
  • Recomendam-se duas aulas por semana para que possa sentir os benefícios do Pilates.
  • Cuidados com as posições são importantes por causa da barriga, ou seja, o equilíbrio da gestante fica alterado podendo aumentar a possibilidade do risco de quedas.
  • O acompanhamento do profissional é essencial durante a aula, com muita atenção em relação aos movimentos e respirações.
  • Deve-se parar imediatamente o exercício e solicitar ajuda médica caso ocorra qualquer dos seguintes sintomas: sangramento ou perda de líquido vaginal, visão embaçada, sensação de desmaio, tontura, náusea, falta de ar, inchaço nas mãos, nas pernas ou nos tornozelos.

BENEFÍCIOS DO PILATES PARA AS GESTANTES

  • Atividade de baixo impacto.
  • Fortalecimento dos músculos centrais do corpo (músculos abdominais e assoalho pélvico).
  • Melhora física e mental.
  • Promoção do relaxamento, bem-estar físico e emocional.
  • Melhora da capacidade funcional.
  • Tônus muscular e circulação.
  • Reduz a pressão sobre a coluna.
  • Diminui a tensão durante o parto.
  • Auxilia na recuperação pós-parto.
  • Qualidade de vida pós-parto.
  • Aumenta a flexibilidade e melhora a respiração.
  • Melhora a consciência corporal.
  • Previne incontinência urinária.